Huacachina, um oásis em meio ao deserto do Peru!

February 4, 2019

AMÉRICA DO SUL - PERU 

 

 

 

 

América do Sul | Peru | Ica | Huacachina 

  

Já pensou em passar uns dias em um oásis em meio ao deserto? Sim, até isso é possível no Peru!

Huacachina é o único oásis das Américas. Uma pequena vila cercada apenas por areias a perder de vista. Uma experiência completamente diferente, e inesquecível.

 

Encontre aqui um guia completo para uma viagem com ótimo custo benefício e diversas dicas para aproveitar ao máximo Huacachina!! Dicas/sugestões de como chegar, de onde partir, onde ficar, quais restaurantes visitar, melhor época para ir, câmbio, que roupas levar e muito mais...!

 

🔍    **| SOBRE O LUGAR |**

✈️    **| COMO CHEGAR / SE LOCOMOVER |**

☁️    **| CLIMA - MELHOR ÉPOCA |**

📝    **| INFORMAÇÕES BÁSICAS |**

🛁    **| ONDE SE HOSPEDAR |**

🍴    **| ONDE COMER E BEBER |**

🚲    **| O QUE FAZER |** 

👗    **| O QUE LEVAR/VESTIR |** 

🔍    **| SOBRE O LUGAR |**

 

Huacachina é uma pequena vila no sudoeste do Peru, construída em torno de um oásis, que fica cercado apenas por dunas de areia. O local pertence a província de Ica, uma cidadezinha que fica a 5km do oásis e que serve de ponto de abastecimento de alimento e itens básicos.

 

Esse é o único oásis das Américas, e lá vivem apenas 100 pessoas. Todo o restante são turistas que visitam o lugar durante todo o ano.

 

Há uma lenda local que diz que o oásis surgiu quando uma princesa nativa tomava banho, e foi encontrada por um caçador, que se apaixonou e a aprisionou. Pouco tempo depois a princesa conseguiu fugir, deixando para trás a lagoa de água que ela se banhava. As dobras de seu manto se contorciam atrás dela se tornando as dunas de areia ao redor da lagoa.

Dizem ainda que ela vive até hoje na lagoa, agora como uma sereia.

 

Muitos homens já se afogaram nessa lagoa, e segundo a lenda, foi pelo encanto da sereia.

 

Lendas a parte, o local é realmente incrível. Uma experiência a parte poder dormir e acordar em meio as dunas a perder de vista de areia.

 

Fiquei 2 dias e 1 noites em Huacachina, e consegui conhecer o oásis e fazer os passeios que gostaria. Achei o ideal!

 

Meu roteiro teve início em Lima, passando por Huacachina, e pela maravilhosa cidade de Cusco, até o Machu Picchu, e fechando com chave de ouro atravessando o maior deserto de sal do mundo Salar De Uyuni.

 

 

⇞ Voltar para o começo do post

 

 

✈️    **| COMO CHEGAR / SE LOCOMOVER |**

 

- Para chegar -

A chegada a Huacachina é feita a partir de Lima, capital do país. De Lima para Huacachina basta pegar um ônibus. Abaixo em detalhes:

 

SP/RJ ↠ Lima

Uma das facilidades de Lima é sua distância do Brasil. O país está coladinho em nós, e os vôos geralmente tem preços acessíveis, considerando uma viagem internacional.

 

Existem vôos diretos para Lima saindo de São Paulo e do Rio de Janeiro, e levam menos de 5 horas. (Mais perto do que ir para alguns lugares dentro do próprio Brasil.)

 

Esse trajeto é operado tanto pela LATAM, quanto pela Avianca. A LATAM geralmente tem preços melhores, dado que possui mais vôos nessa rota.

 

✏︎ Veja aqui algumas dicas de como encontrar os melhores preços em passagens aéreas.

✏︎ Leia aqui também todas as dicas de Lima, a capital e porta de entrada do Peru.

 

Lima ↠ Ica ↠ Huacachina

O trajeto de Lima a Ica (província onde fica Huacachina) é feito de ônibus e tem duração e 4h15min. O ônibus te deixará na rodoviária de Ica, e de lá basta pegar um táxi para Huacachina , que custará 10 soles e levará 15minutos, ou um tuk tuk que custará 3 soles.

Os taxistas e tuk tuks        ficam todos parados em frente a rodoviária e já estão mais do que acostumados a fazer esse percurso.

 

Minha recomendação para a viagem de ônibus é pela companhia Cruz Del Sur, que além de possuir ônibus mais bacanas é segura e confiável. Viajei para todos lugares com eles e recomendo!

Se for viajar a noite, como eu fiz, minha sugestão é que invista um pouco mais e compre o assento leito (ticket vip), para que possa chegar descansado.

Obs. Repare que ao comprar o ticket do ônibus, a ida sempre acontece da rodoviária de Lima. Já a volta pode sair de dois lugares: Rodoviária de Ica ou Hotel de Las Dunas. Isso acontece quando a rodoviária está cheia. Para ambos você precisará pegar um táxi no seu hotel em Huacachina – então no final das contas dá no mesmo! Eu sai pelo hotel (que por sinal é um dos mais caros de Ica) e achei até bacana, pois fiquei esperando em um sofá delicioso com chá e wifi de graça! ☺︎

 

⇞ Voltar para o começo do post

 

 

☁️    **| CLIMA - MELHOR ÉPOCA |**

 

O clima em Huacachina é estável durante todo o ano. Por ser um deserto, durante o dia as temperaturas são sempre quentes, com sol bem forte, e durante a noite a temperatura cai e o clima fica bem frio.

Raramente chove em Huacachina. Nos últimos 2 anos por exemplo, segundo um dos moradores de lá choveu apenas 3 dias.

 

As variações térmicas no deserto são grandes, podendo em um único dia chegar de 30ºC a 0ºC. A temperatura média anual é de 23ºC.

 

 

⇞ Voltar para o começo do post

 

 

📝    **| INFORMAÇÕES BÁSICAS |**

 

↠ Moeda: Soles Peruano (PEN)

A conversão de real para soles peruanos é bem próxima. 1 real é igual aproximadamente 1,17 soles peruanos. (cotação de 26/11/18)

A troca de dólar geralmente vale mais a pena, mas sempre vale fazer as contas. 1 dólar equivale a aproximadamente 3,35 soles peruanos.

 

Minha recomendação é que vá com dinheiro trocado para Huacachina. A cotação ali é bem ruim.

Em Lima, a melhor cotação que encontrei foi em uma casa de câmbio do lado do hostel Pariwana, ou com as pessoas uniformizadas que trocam nas ruas. E sim, no Peru é legalizado e é confiável. Só se certifique que eles estão usando o jaleco oficial da prefeitura.

 

↠ Visto e Passaporte

Brasileiros não precisam de visto para entrar no Peru, e na realidade nem do passaporte. Apenas um documento com foto já libera a entrada de brasileiros no país.

 

↠ Fuso Horário

3 horas antes de Brasília

 

↠ Tomada

220V e 110V dependendo do lugar.

Tipo A - Paralela com dois pininhos chatos.

Vale lembrar que para evitar passar perrengue é ideal sempre ter um plug universal na mala.

 

⇞ Voltar para o começo do post

 

 

 

🛁    **| ONDE SE HOSPEDAR |**

 

Huacachina era no passado conhecido como o oásis dos ricos, e haviam apenas resorts super chiques e sofisticados. Com o passar do tempo virou paraíso do turismo, inclusive e principalmente para mochileiros. Ainda assim, há as duas opções de hospedagem – que pode ser escolhida a partir do seu estilo de viagem.

 

Eu sempre faço minhas reservas pelo BOOKING, e super recomendo! Quanto mais reservas tiver, mais você sobe de categoria e melhores ficam os descontos nas acomodações!

 

Banana’s Hostel

Se sua escolha for ficar em um hostel, não deixe de ficar no Banana’s. Vai por mim! Esse é o hostel mais bacana de Huacachina e com uma estrutura muito legal. Logo na entrada ele tem uma piscina com um bar. E ao fundo redes e um espaço para descanso muito agradável.

Os quartos são super limpos e gostosos, e o chuveiro é muito bom. E o melhor, a noite é super animada, com jogos e festas!

 

Ah, e o valor do hostel já inclui o passeio de buggy! Eles organizam absolutamente tudo para você.

Banana's Hostel | Foto: Booking.com

 

 

Hostal Curasi

Se você está atrás de um pouco mais de luxo e conforto, mas com um excelente custo benefício, minha recomendação é o Hostal Curasi, que tem uma estrutura super bacana, com piscina, restaurante dentro do hotel e quartos amplos, com TV e ar condicionado.

Hostal Curasi | Foto: Booking.com

 

 

Hotel El Huacachinero

Esse é um dos hotéis mais bacanas e bem avaliados de Huacachina, e para quem está atrás de um lugar para relaxar e está disposto a gastar um pouco mais, é com certeza a escolha ideal.

O hotel é um mini resort, com piscina, serviço de bar, área de lazer e quartos confortáveis. Além disso, o hotel dispõe de um restaurante dentro do próprio complexo.

 

Hotel El Huacachinero | Foto: Booking.com

 

 

⇞ Voltar para o começo do post

 

 

 

🍴    **| ONDE COMER E BEBER |**

 

Huacachina tem algumas boas opções de restaurantes:

 

La Casa de Bamboo

Avenida Perotti | Avenida Perotti S/N Al Lado de la Hosteria Suiza

Esse é o restaurante mais bem avaliado de Huacachina, e realmente faz jus. A comida é simples, mas super gostosa. O menu tem diversas opções e preço para diferentes bolsos.  

O ambiente é super agradável e os atendentes muito queridos e solícitos.

Recomendo as massas e de sobremesa o sorvete com brownie, ou os crepes doces – que tem uma massa bem levinha e gostosa!

 

Nuna Cocina Bar

Oasis, frente a la Laguna de Huacachina, Huacachina 11000, Peru

Da saladinha a pizza. Para quem quer comer uma pizza gostosa a noite, ou pegar leve numa saladinha, esse restaurante tem um menu super completinho e comidas bem gostosas.

Os atendentes são bem ágeis e os pratos vem super caprichados – tanto no tamanho, quanto na decoração.

Nuna Cucina Bar | Foto: TripAdvisor

 

 

⇞ Voltar para o começo do post

 

🚲    **| O QUE FAZER |**

 

Chegando em Huacachina, o primeiro passeio a fazer é o do buggy – com muita emoção, pelas grandes dunas do deserto. De lá também saem dois passeios bem famosos: Isla Ballenas em Paracas e o sobrevôo pelas linhas de Nazca.

Abaixo detalhes de cada um deles e como se organizar:

 

- Passeio de Buggy -

Esse é o passeio mais famoso de Huacachina, e que não pode faltar no seu roteiro!

Se optar por ficar no hostel Banana’s, esse passeio já está incluso no valor, e sua única tarefa será escolher o horário. Caso contrário, o próprio hotel poderá indicar uma agência para fazer e organizar seu horário, com pagamento a parte.

 

O passeio é com bastante emoção. Os buggys descem as dunas fazendo várias manobras doidas. Mas eu sinceramente achei super seguro, inclusive muito mais do que os que fazemos no Brasil.

Primeiro porque os buggys são como gaiolas, com ferros de proteção em cima. Segundo porque eles tem cinto de segurança (e ainda é duplo), com uso obrigatório.

 

O buggy te deixará lá em cima das dunas, e aí começa a aventura de verdade: sandboard. As primeiras três dunas são menores, sendo que na primeira você pode até escolher descer de bunda, ou descer deitado.

Todas as outras (são 6 no total) só é permitido descer deitado por uma questão de segurança.

A verdade é que sim, dá medo! Mas vai com medo mesmo, porque a experiência é incrível! E ir deitado te garante um maior controle da velocidade com o pé.

 

Minha grande dica aqui é fazer o passeio saindo as 15h. Assim você conseguirá desfrutar do fim de tarde lindo descendo as duas, e terá tempo ainda de subir a grande duna ao lado do oásis para assistir ao pôr do sol de camarote, sentadinho com uma Cusqueña na mão. E te garanto, será um dos pores do sol mais lindos que você já viu!

Deixe para descer da duna quando o sol se pôr completamente. Assim você ainda conseguirá ver do topo a cidade inteira iluminada, no meio daquele monte de areia. Uma cena única também!

 

Valor: 35 soles

 

 

 

 

Passeio Buggy Dunas Huacachina | Foto: Vanessa Doti

 

 

- Isla Ballestas y Reserva Nacional de Paracas -

Esse é o passeio que nem todo mundo faz, mas eu adorei e recomendo! Há como fazer apenas a parte de Islas Ballestas, mas eu sinceramente recomendo fazer completo, pois é bem bacana, com lugares lindos!

 

O passeio completo começa as 7h da manhã e retorna as 15h para Huacachina.

A primeira parada é rumo a Isla Ballestas. Os barcos saem de um cais, e comportam cerca de 30 pessoas.

Minha dica é sente do lado esquerdo do barco! Isso te garantirá uma vista privilegiada de todo o passeio e fotos muito mais bacanas!

 

A primeira parada da navegação é no famoso Candelabro, um inexplicável desenho na areia com mais de 150 metros de comprimento. Muitos acreditam que esse desenho foi feito pela civilização Nazca a milhares de anos atrás. E o mais incrível é que ele continua ali.

 

A segunda parada é nas Ilhas Ballestas, um conjunto de ilhas que serve como refugio de vários animais marinhos, como pinguins, aves, golfinhos e leões marinhos. Essa é uma rota de migração de aves para o acasalamento. Então prepare-se para ver centenas de pássaros voando em cima da sua cabeça.

 

O passeio de barco dura cerca de 1h30, e o mar é um pouco revolto nessa parte, e enjoa bastante, portanto, para quem enjoa fácil recomendo fortemente tomar pela manhã um remedinho para prevenir e comer alimentos leves.

 

Saindo do barco, partimos para a Reserva Nacional de Paracas, onde a paisagem é bem diferente, um pouco parecida com o deserto do Atacama. Em poucas horas de van e com algumas paradas em mirantes é possível ver algumas lagunas, penhascos e a praia.

Paracas significa vento forte nas pedras. E venta muito, mesmo!

 

O almoço é realizado em um lugar remoto, com alguns poucos restaurantes. Eu pedi um peixe, recomendado pela própria garçonete com batatas fritas, salada e arroz e estava delicioso. Tudo extremamente fresco.

 

Valor: 75 soles passeio + 22 soles taxa de preservação Paracas.

 

 

 

 

Passeio Isla Ballestas y Paracas | Foto: Vanessa Doti

 

 

- Sobrevôo nas Linhas de Nazca -

Esse é um outro passeio super famoso e aventureiro que sai de Huacachina. Eu particularmente optei por não fazer, pois meu irmão havia feito a poucos meses atrás, e além de ter me mostrado todas as fotos, me mostrou o tamanho do avião – que, como eu tenho medo, optei na hora por não fazer!

 

Mas, ele AMOU, e recomenda!

As linhas de Nazca são até hoje algo completamente inexplicável. Não há como não entrar em mil e umas teorias sobre os mistérios desses desenhos e símbolos.

As linhas abrangem uma área de cerca de 450km², e só é possível ter noção da sua dimensão sobrevoando a região.

 

O vôo é feito em um avião bem pequenininho (teco-teco), com capacidade para 6 pessoas, e mexe bastante (além de que o piloto faz algumas manobras para que dê para ver melhor as linhas). Portanto, se você enjoa fácil, fica a mesma dica do passeio da Isla Ballestas: tome um remedinho antes de entrar no avião, para que possa aproveitar seu passeio ao máximo.

 

O vôo dura cerca de 40 minutos.

 

Valor: 100 doláres

Sobrevôo Linhas Nazca | Foto: Inca World Peru

 

 

⇞ Voltar para o começo do post

 

 

 

👗   **| O QUE LEVAR/VESTIR |** 

 

Estando no deserto é importante estar prevenido para as diferentes temperaturas. Das mais altas, as mais baixas.

 

O sol do deserto não é brincadeira, e o ideal é que você realize os passeios, mesmo com sol, de calça e camiseta de manga comprida. Isso para proteger do sol, que é extremamente forte! Vá com bota para os pés. De preferencia de cano mais alto que não entre (tanta) areia.

Não deixe de levar para o passeio de buggy um lenço e óculos de sol para proteger o rosto e os olhos da areia, que cortam de verdade!

E para o passeio da Isla Ballestas uma blusa corta vento para o barco.

 

De dia no oásis é bastante calor, então leve shorts e blusinha leve para passar o dia. E biquini, para a piscina!

A noite no oásis a temperatura cai bastante, então prepare uma blusa quentinha, meias e bota!

 

 

 

 

 

Obrigada pela visita, e espero que as dicas ajudem a montar seu roteiro! ☺︎ ✌︎

Aniñai,

Beijos, Doti
 

*Acompanhe as dicas de viagem também pelo instagram @dicasdadoti

 

 

..........

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Chapada dos Guimarães, parque nacional e as cachoeiras esverdeadas.

May 5, 2019

Chapada dos Veadeiros e todo seu misticismo.

April 24, 2019

1/7
Please reload

  • White Facebook Icon

DICAS DA DOTI é um blog recheado de dicas e experiências de viagens com ótimo custo benefício e sem passar perrengue. Publicitária de profissão e viajante nas horas vagas (em todas as horas vagas, diga-se de passagem), VANESSA DOTI é quem compartilha todo seu amor e melhores dicas de viagem com os leitores, através de roteiros leves e super completos. 

 

Read More

 

Dicas da Doti |  www.dicasdadoti.com.br |  contato@dicasdadoti.com.br |  @dicasdadoti

© 2018 Dicas da Doti - Todos os direitos reservados. Conteúdo protegido por direitos autorais. Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização da autora.